domingo, 16 de novembro de 2014

MENDOZA, a capital do vinho argentino

>> Olá! Meu blog mudou de endereço. Acesse diretamente WWW.LALAREBELO.COM/MENDOZA (clique aqui) para acessar os mesmos posts, só que mais atualizados e com mais informações. Dicas de novos destinos estão sendo postadas somente lá no LALAREBELO.COM. Te espero lá! Obrigada! <<

Mendoza fica no oeste da Argentina, aos pés da Cordilheira dos Andes. A paisagem dos vinhedos com a montanha nevada ao fundo é sempre deslumbrante... E os vinhos que você irá degustar, claro que serão deliciosos. Bienvenidos a Mendoza :)



Mendoza é a 4ª cidade argentina, com cerca de 115 mil habitantes. Mas, a "Grande Mendoza" tem quase 1 milhão de pessoas. Fica mais perto da capital do Chile, Santiago (365km) do que de Buenos Aires, capital argentina (1.195km). Por isso é legal juntar a ida a Mendoza com uma viagem ao Chile. Você pode até fazer isso de carro (belas paisagens)... Mas eu emendei com Buenos Aires mesmo!  


Mendoza e cidades/países vizinhos no mapa | Google Maps

Como chegar
Não existem vôos diretos do Brasil para Mendoza. 
O jeito mais fácil de chegar é de avião, com conexão rápida.
- TAM/LAN - conexão em Santiago, no Chile (SCL)
- Aerolineas Argentinas - conexão em Buenos Aires, Argentina (EZE ou AEP) 

***
Você também pode pegar um vôo direto para Buenos Aires (com TAM/LAN, Gol, Aerolineas Argentinas... Ou Qatar Airways, Turkish Airlines, Emirates - sim, até essas fazem vôos São Paulo-Buenos Aires ou Rio de Janeiro-Buenos Aires), conhecer a capital argentina e de lá pegar um vôo direto para Mendoza (com Aerolineas Argentinas, Austral ou TAM/LAN). 

Se animar, pode fazer Buenos Aires - Mendoza de carro. São 12h de estrada (1.195km). 

O mesmo você pode fazer com o Chile. Pegue um vôo do Brasil direto a Santiago (com TAM/LAN, Gol ou Sky Airline), conheça a capital chilena e de lá pegue um vôo de 1h direto a Mendoza (com TAM/LAN). 

Pra fazer Santiago-Mendoza de carro já é muito mais fácil. São 5h de viagem (365km) e lindas paisagens. Mas não programe fazer isso nos meses de inverno (meio do ano), pois pode estar nevado e é perigoso (a estrada pode até estar fechada). 

***
Brasileiros não precisam de visto para entrar na Argentina. Aliás, nem de passaporte. Vá apenas com sua carteira de identidade (RG). A mesma coisa para o Chile. 

Pesquise locadoras de automóveis na Argentina e no Chile aqui


Quando ir
A melhor época para visitar a cidade é no final do verão (fevereiro/março) que o clima está bem gostoso e é a época da colheita (a Fiesta Nacional de La Vendimia, a festa da colheita da uva, acontece no 1º fim de semana de março). Eu fui no inverno (julho/agosto) e também pude aproveitar muito. Fazia bastante frio (pode até nevar) e os vinhedos não estavam cheios de uvas. Mas ir nesta época de frio é ideal para quem quer "casar" a viagem com ski

Na sua visita, você vai reparar em como o clima é semi-árido, desértico... Difícil de acreditar como nasce tanta coisa naquelas terras! E como nasce!!


Vinícolas no verão (Wikipedia) vs. no inverno

Onde ficar
Em Mendoza, você pode escolher dois tipos de hotel: no centro da cidade ou no campo (fora de Mendoza, nos arredores), próximo às vinícolas, mais relax. 

**Na cidade**

Park Hyatt Mendoza | Chile 1124, Mendoza
Lindo e super bem localizado na cidade, bem na praça mais importante, Plaza Independencia. Histórico e totalmente renovado, foi o primeiro hotel de luxo de Mendoza, antes chamado de Plaza Hotel. Diárias em torno de 200 dólares, mas claro que depende da época que você for. 


Exterior do Park Hyatt Mendoza | foto: booking.com

Diplomatic Hotel | Av. Belgrano 1041, Mendoza
Também muito bem localizado no centro da cidade, na Av. Belgrano, a 3 quadras da Plaza Independencia. Este hotel é uma ótima opção, excelente custo-benefício com diárias em torno de 100 dólares. 


Exterior do Diplomatic Hotel Mendoza | foto: viajeros.com

**No campo**

CAVAS Wine Lodge | Costa Flores, Alto Agrelo, Luján de Cuyo, Mendoza
UAU! Aos pés da Cordilheira dos Andes, próximo às vinícolas e a 30 minutos de carro do centro de Mendoza, este Relais & Chateaux é o PARAÍSO pra quem busca tranquilidade e muito charme. Já deu pra imaginar a vista, né?! ;)

Meu amigo argentino Francisco Tellechea já se hospedou lá e simplesmente ADOROU. Recomendou muito!!!


Vilas/quartos do CAVAS Wine Lodge | foto: bootsnall.com

Hotel San Francisco | Pueyrredón, Chacras de Coria, Mendoza 
Opção mais econômica que fica em Chacras de Coria, a apenas 25 minutos de carro do centro de Mendoza. Além de quartos confortáveis, tem uma piscina grande! 


Hotel San Francisco, em Chacras de Coria | foto: mondoexplorer.com

Onde comer

- Francis Mallmann 1884 | Belgrano, 1188, Godoy Cruz, Mendoza
Considerado um dos 50 melhores restaurantes da América Latina, Francis Mallmann é um dos mais renomados chefs da Argentina. Tipo de cozinha: tradicional argentina. Reserve pelo site ou pelo telefone 261 424-3336. 


Jardim do restaurante Francis Mallmann 1884 | foto: site do local

- María Antonieta | Belgrano, 1069, Ciudad de Mendoza
Restaurante mais descontraído na cidade de Mendoza (Belgrano). Aberto para  café da manhã, almoço e jantar. Pratos mais leves! Veja menu aqui


Restaurante María Antonieta | foto: therealargentina.com

- Siete Cocinas | Bartolome Mitre, 794, Ciudad de Mendoza
Neste restaurante, o chef Pablo del Río oferece pratos da cozinha de 7 diferentes regiões argentinas. Tudo feito com ingredientes locais. Veja o menu aqui. Reserve online


Restaurante Siete Cocinas | foto: therealargentina.com

- Entre Fuegos (Bodega Lagarde) | San Martin, 1745, Luján de Cuyo, Mendoza
Muitas das bodegas (vinícolas) que você pode visitar em Mendoza tem restaurante próprio, o que é ótimo pra você almoçar durante a sua visita e ainda degustar excelentes vinhos, geralmente em um ambiente tranquilo, no campo... Escolhi escrever sobre o da Bodega Lagarde, Entre Fuegos, porque foi o que experimentei e amei. O menu de 4 passos que oferecem para o almoço é delicioso. Reserve mandando um e-mail para turismo@lagarde.com.ar


Restaurante Entre Fuegos, na Bodega Lagarde | foto: lagarde.com.ar
foto: lagarde.com.ar

O que fazer em Mendoza
Claro que a primeira coisa que você pensa em fazer em Mendoza é DEGUSTAÇÃO DE VINHOS. Sim, visitar bodegas é o que mais se faz lá e inclusive é o mais legal e interessante de se fazer na região. Mas vou escrever também sobre o que ver/fazer na cidade e nos arredores ;)

**A cidade de Mendoza**
Em menos de um dia inteiro, fazendo um recorrido a pé, você pode conhecer as atrações mais importantes do centro de Mendoza. 

A cidade já foi toda destruída uma vez, no terremoto de 1861. E foi completamente reconstruída, com muitos parques, árvores, praças, largas avenidas e fontes. 

Algo que você vai achar curioso em Mendoza são as enormes canaletas entre a calçada e as ruas. É um sistema que ajuda a levar água a região das vinícolas. Por elas corre a neve derretida da cordilheira dos Andes! Como falei anteriormente, Mendoza fica em uma região de deserto. 

- Plaza Independencia
É a praça mais importante de Mendoza, bem no centro geográfico da cidade. Existe uma fonte central, e a praça é bem grande que até parece um parque. Nela está o Museo Municipal Arte Moderno, que é bem pequenininho, e o hotel histórico que citei acima, o Park Hyatt, antigo Plaza Hotel. 

Ao redor desta praça, existem outras quatro menores: Plaza España (considerada a mais colorida e mais bonita de Mendoza, com murais de azulejos), Plaza Italia, Plaza Chile e Plaza San Martín. 


Fonte da Plaza Independencia, em Mendoza (jardim meio sujinho...)

- Parque General San Martín 
Esse parque é mesmo muito lindo e é um dos maiores parques urbanos da Argentina. Projetado pelo arquiteto francês Charles Thays, tem de fato uma caaara de França! Os portões de ferro na entrada principal são lindíssimos (que ficam no final da Avenida Emilio Civit). 


Lindos portões de ferro na entrada do Parque General San Martín - fala se não tem a maior cara de França?! 
Namorando no parque :)
Árvores, árvores, árvores... Tudo foi plantado! Mendoza é uma região de deserto, lembra?!
Pelas ruas do Parque General San Martín
Fuente de Los Continentes no parque
Mapa do Parque General San Martín - enorme!

**Passeio pelas vinícolas**
As vinícolas ficam afastadas do centro da cidade de Mendoza. São várias regiões produtoras, algumas bem próximas e outras que ficam a quase 2h de carro. 

Região: MAIPU 
É a região que fica mais pertinho da cidade, a apenas 20km de distância. 

- Trapiche | Nueva Mayorga s/n, Maipú, Mendoza
Provavelmente a marca de vinho argentino mais conhecida pelos brasileiros. A bodega fica em um imóvel do início do século XX completamente restaurado. Veja horário de funcionamento e reserve sua visita pelo site.




Região: LUJÁN DE CUYO
Essa região possui muuuuitas vinícolas maravilhosas, e está a apenas 25km do centro de Mendoza. 

- Bodega Lagarde | San Martín, 1745, Luján de Cuyo, Mendoza
Espumante Lagarde Dolce
Bem docinho...
Essa é a Bodega onde fica o restaurante que contei acima, o Entre Fuegos. Eu simplesmente AMEI esse lugar porque é uma vinícola menor, mais charmosa. Percebe-se muito mais o cuidado que os donos tem com tudo. É uma das vinícolas mais antigas e tradicionais de Mendoza, construída em 1897. A capacidade de produção anual é de 2.000.000 de litros, mas limitam-se a produzir 1.200.000 para manter ainda mais a qualidade dos vinhos. 

Indico muito fazer a visita e degustações guiadas. Aberta de segunda a sexta das 11h às 14h30 e sábado e feriados de 11h a 12h30. Para reservar sua visita mande um e-mail para turismo@lagarde.com.ar ou ligue para (+54 261) 498-0011 / 335-6896.

Dos vinhos, recomendo o HENRY, considerado o ícone da Bodega Lagarde. Agora, dos espumantes... Juro que tomei lá o melhor da vida!!! Pra quem gosta de bebida docinha, grave este nome (e a foto da garrafa ao lado!!): ESPUMANTE LAGARDE DOLCE













- Pulenta Estate | Ruta Provincial 86 km 6,5 - Alto Agrelo, 5509, Luján de Cuyo, Mendoza
É uma bodega pequena (boutique) e "nova" (desde 2002), mas que está "por dentro da arte de produzir vinhos" há muuuito tempo (desde 1912), pois pertence aos ex-donos da Trapiche. Produzem o melhor Cabernet Franc da Argentina. Para reservar sua visita, envie um e-mail para reservas@pulentaestate.com ou michelle@pulentaestate.com ou ligue para +54 9 261-5076426.


Bodega Pulenta Estate | foto: pulentaestate.com

Nesta região (Luján de Cuyo) também estão algumas bodegas beeem famosas, muito conhecidas pelos brasileiros. Entre elas, CHANDON (produz exclusivamente espumantes) e Catena Zapata

Região: VALLE DE UCO
É a região mais distante da cidade, a 100km. Pra chegar você precisa dirigir cerca de 1h30, mas as bodegas que estão lá fazem valer a pena. 

- Bodegas Salentein | Ruta 89 s/n, km 14, 5560, Valle de Uco, Mendoza
Toda moderna, Salentein foi uma das primeiras vinícolas que se instalaram no Valle de Uco, uma região mais alta e mais próxima aos Andes. Lá dentro existe um museu de arte contemporânea chamado Killka e também um restaurante bem lindo, onde você almoçar. Precisa reservar. Envie e-mail para reservas@killkasalentein.com

Bodegas Salentein

- Bodega Rutini | Valle de Uco
É a mais nova vinícola que produz os vinhos Rutini (a outra é a La Rural, em Maipú), inaugurada em 2009, no Valle de Uco. Suas instalações são suuuuper modernas, o lugar é gigantesco (160 hectares plantados e uma sede com 10.500 metros quadrados). Está em uma altitude que vai de 1.050 a 1.200 metros acima do nível do mar. Fizemos um tour bem completo, que terminou em uma degustação na qual pude aprender muito. Por ser tão moderna, não achei nada charmosa. Mas mesmo assim, foi um passeio legal. 


O edifício da bodega ao fundo e alguns vinhedos 



Tour pelas instalações 
Hora de degustar!



**Esqui nas proximidades**
Mendoza também é um destino muito procurado no inverno (meio do ano) por causa da proximidade a várias montanhas com estações de esqui. 

- Las Leñas | Provincia de Mendoza, Argentina
Las Leñas, na Cordilheira dos Andes, fica a um pouco mais de 400km de distância de Mendoza (5h de viagem).  Todas as informações sobre a montanha, hospedagem, aluguel de equipamentos, mapa de pistas, temperatura e alerta de neve você encontra neste site. O aeroporto mais próximo é o de Malargüe. 




- Ski Portillo | Los Andes, Valparaíso, Chile
Essa estação de esqui chilena fica a apenas 216km de distância de Mendoza (3h de carro). Você pode ir saindo de Mendoza ou de Santiago, pois fica no meio do caminho entre as duas cidades. Era onde íamos originalmente depois dos dias de Mendoza, mas teve uma nevasca e fecharam a estrada! Não conseguimos chegar! :( Todas as informações sobre a montanha, alojamento, equipamentos etc. você encontra neste site




- Los Penitentes | Mendoza, Argentina
É a estação de esqui mais próxima a cidade de Mendoza, a apenas 182km de distância (2h de viagem de carro). Neste site você encontra informações sobre alojamentos e sobre a montanha. Das 3 citadas aqui, é a menorzinha e com menos estrutura. Mas dá pra satisfazer sua vontade de esquiar caso você não queira viajar pra tão longe de Mendoza ;) É onde acabamos indo quando descobrimos que Portillo estava com a estrada impedida pela nevasca. Fazia um frio absurdo e a neve não parou de cair nem um segundo. 


Estação de esqui Los Penitentes
Muuuita neve (da janela do apartamento)!!




Quantos dias ficar 
Fiquei 3 dias em Mendoza + 2 dias inteiros na estação de esqui. Pra mim, foi o ideal. Mas tudo vai depender do quanto você é fã das duas coisas. Se você é muuuito entendido de vinhos ou se AMA esquiar, acho que tem que ficar mais dias nos dois lugares!

Como se locomover 
Para se locomover em Mendoza, fazer o tour das vinícolas e até mesmo chegar em alguma das estações de esqui, você pode alugar um carro (pesquise preços aqui). Só não pode beber muito nas degustações de vinho, heim!?! rsrs. 

Outra opção é contratar uma empresa de transfer (o que acho a melhor opção, pelo fato de ser uma viagem bem etílica! rs). Algumas trabalham com roteiros fechados e outras que você pode pedir exatamente a que bodega deseja ir. Indico a empresa Hon Travel (tenho ótimas referências, apesar de não ter usado). Oferecem várias opções de wine tours (veja aqui o portfólio), mas enviando e-mail para reservas@hontravel.com, acredito que seja possível customizar seu passeio. 

Dica extra - DINHEIRO/CÂMBIO
Antes de ir pra Argentina, nos dias de hoje, é muito importante estar atento à moeda. O câmbio lá anda aquela confusão. A melhor dica é levar todo o dinheiro já em DÓLARES AMERICANOS. Isso porque tem uma diferença enorme entre o câmbio oficial e o câmbio paralelo. Você consegue um câmbio muito melhor quando paga, por exemplo, uma conta de restaurante diretamente em dólar. Outra dica é trocar Dólares por Pesos Argentinos com alguém de confiança como, por exemplo, um atendente do hotel (pelo câmbio paralelo). O oficial está um absurdo, seu dinheiro valerá merrecas. Cartão de crédito, ESQUEÇA!! Pois sua fatura virá convertida em Reais utilizando o câmbio oficial... Ou seja, muito mais caro do que deveria!!!

Exemplo prático e rápido:
Se a conta do restaurante deu 300 Pesos, ela vale aproximadamente 35 Dólares no câmbio oficial e 26 Dólares no câmbio paralelo. ;)

***
Gostou de Mendoza? Ficou doido de vontade de conhecer essas vinícolas de perto??? 
Pra fechar o post, mais algumas fotos da capital do vinho argentino, a terra do MALBEC!! Adorei esse lugar!

>> Olá! Meu blog mudou de endereço. Acesse diretamente WWW.LALAREBELO.COM/MENDOZA (clique aqui) para acessar os mesmos posts, só que mais atualizados e com mais informações. Dicas de novos destinos estão sendo postadas somente lá no LALAREBELO.COM. Te espero lá! Obrigada! <<



foto: Lissa Bamberg




Qualquer pergunta que quiser fazer, deixe um comentário abaixo :)
Obrigada pela visita!

Um beijo, 
Lala Rebelo
(Instagram: @lalarebelo_travelblog)

Um comentário:

  1. Great site for these post and i am seeing the most of contents have useful for my Carrier.Thanks to such a useful information.Any information are commands like to share him.
    PEGA Training in Chennai

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário, dúvidas ou sugestões! :)